Blog

- 17 de junho, 2021

Importância de área verde nos condomínios

portfolio scire empreendimentos santa catarina facebook 600x139 - Importância de área verde nos condomínios

marketing

Importância de área verde nos condomínios

Palavra-chave: área verde em condomínios

Nas últimas décadas, a sustentabilidade deixou de ser artigo de luxo para se tornar necessidade básica. A sobrevivência do planeta e, consequentemente, da humanidade depende da mudança de comportamento de todos nós. Reciclagem, uso racional dos recursos, responsabilidade social são exemplos de práticas sustentáveis. Por exemplo, uma prática sustentável que você pode adotar é fomentar a implantação de uma área verde em condomínios. Então, se você está procurando um imóvel já sabe que ter área verde no condomínio pode ser um ponto essencial na sua lista. 

O uso descontrolado dos recursos naturais como a água, bem como a normatização de comportamentos individualistas estão acelerando o esgotamento de nosso planeta. Se cada um de nós não assumirmos a nossa responsabilidade e adotarmos práticas sustentáveis levaremos a Terra à exaustão. A mudança pode começar em pequenos gestos e ganhar proporções maiores alterando a vizinhança, por exemplo.

A humanidade precisa aprender a coexistir com o meio ambiente, e um claro exemplo disso é a necessidade de preservação da vegetação. Além da conservação de florestas e vegetações nativas, a implantação de áreas verdes é estimulada nos espaços urbanos como forma de recuperação ambiental e promoção da qualidade de vida. Áreas verdes em espaços urbanos também possuem um importante papel na diminuição da nossa pegada de carbono, uma vez que compensam a emissão de gases do efeito estufa na atmosfera com a produção de oxigênio.

Mas, o que é considerada uma área verde de fato?

Para entender o papel e a importância da área verde em condomínios, primeiro você precisa saber o que é uma área verde. Uma área verde é um espaço urbano com predomínio de vegetação, podendo ser público ou privado, que é utilizado com objetivos sociais, ecológicos, científicos ou culturais. São exemplos de áreas verdes: bosques, praças, jardins públicos, jardins botânicos, jardins zoológicos, complexos recreativos e esportivos e parques urbanos

No âmbito privado, os novos loteamentos são obrigados por Lei Federal a oferecer, dentre várias medidas de infraestrutura, espaços livres destinados à implantação de áreas verdes públicas, dada a importância desses espaços para a sociedade como um todo. Conforme lei, as áreas verdes não têm função apenas recreativa, mas importam em equilíbrio do meio ambiente urbano.

Do ponto de vista ambiental, a vegetação oferece benefícios como, por exemplo: combate à poluição do ar através da fotossíntese; regula a umidade e temperatura do ar; mantém a permeabilidade, fertilidade e umidade do solo e protege-o contra a erosão, redução da intensidade do vento e dos níveis de ruído servindo como amortecedor do barulho das cidades e podem até proporcionar conforto térmico, visto que essas superfícies verdes interferem na formação de microclimas

Sob o aspecto social, nas áreas verdes pode-se encontrar um ambiente agradável, afastando a angústia da cidade, possibilitando ao indivíduo a integração com a natureza. Do ponto de vista psicológico e social, essas áreas influenciam o estado de ânimo das pessoas que sofrem com o transtorno da vida nas grandes cidades

Área verde em condomínios

Sendo um condomínio um microcosmo, as áreas verdes atuam da mesma forma nas devidas proporções e ainda oferecem outras vantagens como:

  • QUALIDADE DE VIDA

Além de aprazíveis aos olhos, as áreas verdes em condomínios fazem bem à saúde dos moradores! Mais do que responsáveis pela melhoria da qualidade do ar, são espaços para o descanso, práticas de exercícios e atividades de lazer que promovem bem-estar e qualidade de vida.

Áreas verdes em condôminos são importantes aliadas na redução do estresse e na prevenção de doenças cardíacas e crônicas. Também ajudam no equilíbrio emocional proporcionado pela conexão com a natureza, amenizando sintomas de transtornos como depressão e ansiedade. Fora que, árvores mais altas bloqueiam os raios UV do Sol protegendo a pele contra a indecência dessa luz nociva.

  • DIMINUIÇÃO DA TEMPERATURA DOS AMBIENTES

Enquanto que o concreto armazena o calor que recebe do sol durante o dia, formando, as ilhas de calor, as áreas verdes em condomínios trabalham no sentido inverso, de redução do calor, através da produção de sombra e retenção de umidade. Ademais, assim como nós, as plantas também transpiram, liberando pequenas gotas de água que ajudam a reduzir a sensação térmica do ambiente nos dias de calor.

  • ECONOMIA ENERGÉTICA

Se as áreas verdes em condomínios contribuem para diminuição da temperatura, logo, temperaturas mais amenas demandam menor consumo energético. Onde o clima é mais agradável utiliza-se menos recursos como condicionadores de ar e ventiladores.

  • PRESERVAÇÃO DA INFRAESTRUTURA

Algumas vantagens das áreas verdes em condomínios para conservação dos imóveis se dão, por exemplo, através dos troncos e galhos das árvores que bloqueiam as rajadas de vento contra as construções. Em dias de temporais, as árvores funcionam como uma proteção extra complementando os para-raios, uma vez que a presença de sais minerais nos organismos vegetais é um atrativo natural para as descargas de energia. Além disso, são áreas impermeáveis, que permitem o escoamento das águas das chuvas, evitando enchentes e inundações.

  • PAISAGISMO

Um ambiente verde e arborizado complementa o valor estético do ambiente. Já é uma tendência no mercado imobiliário a busca por imóveis que aderem ao paisagismo funcional criando espaços harmônicos e belos. É importante que a área verde seja um espaço multiuso, combinando a vegetação com espaços de convivência, como churrasqueiras, espaços pets, academias ao ar livre e parques infantis. Ademais, as áreas comuns ganham vida e visibilidade com a implantação planejada de áreas verdes em condomínios.

  • VALORIZAÇÃO

Se imóveis localizados próximos a parques e praças possuem valor de mercado superior, imagine aqueles que possuem as áreas verdes dentro dos limites de segurança e conforto do próprio condomínio?! Áreas verdes também agregam valor estético aos imóveis, complementando o visual. Estima-se que as áreas verdes em condomínios valorizam em até 16% o imóvel. Somado a isso devemos considerar que ambientes que adotam ações sustentáveis têm ganhado prioridade no mercado imobiliário, sendo a preferência de muitos compradores conscientes.

Com tantas vantagens fica difícil não incentivar a instalação de áreas verdes em condomínios não é mesmo? Então você já sabe: na hora de procurar seu novo lar, opte por imóveis que priorizem áreas verdes na infraestrutura. Você e o planeta só têm a ganhar ao aderir a condutas sustentáveis!

 

area verde - Importância de área verde nos condomínios


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

Fale com a Scire
Empreendimentos

(48) 3365.8864 (48) 3365.8864 Rod. SC 401, nº 500 João Paulo
Florianópolis/SC

Ficou com alguma dúvida? Quer mais informações? Envie-nos uma mensagem!





    Li, concordo e aceito receber contato da SCIRE
    Empreendimentos de acordo com a política de privacidade.